13 janeiro, 2016

Das emoções


Quando era miúda era muito chorona. Chorava quando estava triste. Chorava quando estava zangada. Chorava quando tinha ciúmes da atenção que o meu primo me veio roubar. Chorava quando via cães pequeninos na rua, abandonados. Chorava quando me magoavam. Chorava por tudo e por nada. E era um choro verdadeiro, acompanhado de emoção genuína que, não tendo outra forma de se expressar, transformava-se em lágrimas. Entretanto, cresci. Entretanto, a minha avó partiu (faz hoje treze anos, curiosamente). E eu deixei de chorar. Deixei de me emocionar. Fiquei seca e vazia por dentro durante muito, muito tempo. Tempo demais. E essa frieza, essa ausência de emoções (que nem era bem ausência, era mais não as querer demonstrar), protegeu-me e, ao mesmo tempo, destruiu-me.

Ninguém é totalmente feliz sem sentir. Agora percebo isso. Agora que voltei a aceitar as emoções. Agora que deixo que elas ganhem vida, percebo que sou muito melhor assim. Reaprendi a emocionar-me. Aprendi a proteger as minhas emoções. É possível sentirmos sem deixar que isso nos afecte ou nos magoe. Requer trabalho, mas é possível. Da mesma forma que é possível sermos quem somos, de verdade, com verdade, sem ligarmos a opiniões alheias. Claro que não é fácil, é uma luta diária. Mas é, talvez, a maior prova de amor que podemos dar a nós próprios. E isso vale, por certo, todo o esforço.

13 comentários:

  1. Tão verdade o que disseste " é a maior prova de amor que podemos dar a nós próprios."

    ResponderEliminar
  2. Meu deus, como este texto me tocou!
    Ao início ri-me, porque eu era igual... Chorava por tudo e por nada. Mas chegando ao teu segundo parágrafo petrifiquei, no entanto, ainda bem que estás "aprender" a lidar com todas as emoções! Vais ver que é bom! Beijinhos :))

    ResponderEliminar
  3. Adorei o que disseste! Eu sou choraminga, infelizmente. Há situações que tento segurar e não consigo :/

    ResponderEliminar
  4. Eu continuo a chorar por ver animais abandonados :(

    ResponderEliminar
  5. Eu sou muito emotiva e sentimentalista. Se isso já me magoou muito? Já, mas também já me deu tantas coisas boas! Força*

    ResponderEliminar
  6. Uma redescoberta maravilhosa portanto :) força

    ResponderEliminar
  7. Tens toda a razão, sem dúvida alguma. Mas deixa sair, assim de vez em quando, faz bem*

    ResponderEliminar
  8. Ultimamente também ando bem chorona, mas isso são as emoções à flor da pele...por norma não o sou muito!

    ResponderEliminar
  9. acho que exteriorizar o que sentimos tem o seu lado bom :)

    ResponderEliminar
  10. Por acaso acho que sou mais chorona agora em adulta do que quando era crianca... :P

    ResponderEliminar